Publicidade

Mini wedding de Samara e Leandro

24 de outubro de 2015

Esse casal lindo (gente, como são lindos!!) já se paqueravam mas só depois de muitos anos a “coisa” fluiu e eles começaram a namorar. Mas… eles ainda tinham um empecilho! A Samara não gostava muito da profissão do Leandro.

Mas o Leandro queria se casar com a Samara e ter uma família. Então o que foi que ele fez? Vem conhecer a história e o final feliz desses dois lindos (meu Deus, eles são lindos MESMO!).

Frufru

“Nos conhecemos na piscina do meu prédio, aos finais de semana de sol… O Leandro era sócio de um vizinho meu, e ia lá todos os finais de semana para tomar sol.

Na verdade a paquera já acontecia bem antes da piscina, coisa de três, quatro anos. Era troca de olhares, tínhamos amigos em comum e as vezes nos cumprimentávamos quando nos encontrávamos em festas em Campinas.

Eu achava ele lindo!! A atração física sempre existiu, porém, a profissão dele me incomodava um pouco na época. Ele era dono de várias casas noturnas badaladas de Campinas, trabalhava na noite e isso não me passava segurança (ninguém gosta né? ou será que era só eu?). Fui bem resistente em aceitar a sair com ele, eu queria, mas tinha um certo pé atrás!

No primeiro dia que saímos ele me levou para jantar e depois me surpreendeu me levando para conhecer seu trabalho.
Quando começamos a sair, nos primeiros dias já comecei a gostar das atitudes dele, além de ser muito carinhoso, me respeitar acima de tudo e ser presente, sempre fez questão que eu estivesse presente todos os finais de semana nos “clubs” junto com ele. Para mim era bom né, já podia mostrar que aquele gatinho já tinha dona! rsrs.

Passaram-se poucos meses e ele decidiu por desfazer a sociedade das boates para justamente poder ter uma “vida normal”, dormir a noite e trabalhar durante o dia, etc. Eu nunca havia pedido isso, respeitava seu trabalho mas ele mesmo decidiu que gostaria de ter uma família e que seria o melhor a fazer :)

Tudo se encaixou nesse processo de mudança, ficamos noivos e casamos dois anos depois!

Eu ainda cursava Design de Interiores quando decidimos marcar o dia, por isso o tempo para planejar o casamento  foi curto.
Sempre pensávamos em fazer alguma coisa em nosso dia, porém nunca sonhamos com festas grandes, somos mais adeptos aos mini-weddings. Achamos mais nossa cara e acreditamos que todos que estariam presente, seriam “realmente os amigos”. Além do que nas festas pequenas, podemos fazer vários mimos para os convidados e quem sabe caprichar um pouquinho mais!!

Escolhemos o local do nosso mini wedding, um bistrô francês bem ao estilo provençal. Apesar de termos marcado a data em dezembro de 2014, os preparativos mesmo começaram só três meses antes do casamento. Eu tenho uma empresa e sou Designer, trabalho muito e a questão do tempo foi crucial. Sem minha mãe eu não poderia ter feito nada, ela me acompanhou em todas as visitas.

Lembro que foi uma correria, ia pra cima e pra baixo atrás dos fornecedores e sonhava todas as noites que o casamento já tinha acontecido. Foi muito intenso devido ao tempo curto. Escolha de vestido, degustações, convites, detalhes especiais, acessórios… tinha momentos que eu achava que ia pirar, rsss, mas é muito bom… voltaria no tempo só para fazer tudo outra vez!!

O que me ajudou muito foi o local que escolhi. Os mini weddings em bistrôs e restaurantes, próprios para isso, tem alguns formatos prontos. Não precisei me preocupar com mesas, cadeiras nem com decoração. Só escolhi o cardápio e bebidas, as cores e flores de preferência!! Comprei porta guardanapos de rosas, da mesma paleta das flores da decoração… As cores predominantes foram fendi e rosê… Ficou lindo e delicado.

Nossa cerimônia foi as 18:45. Queria algo elegante e que harmonizasse com o porte do casamento. Escolhi violino, sax e teclado. Tive o cortejo da noiva com violino tocando “Thousand Years” e entrei com marcha nupcial, ficou lindo e sutil. O violino por si só traz elegância, discrição e emoção!

A cerimônia foi em uma capela ao lado do bistrô onde foi a recepção, que foi escolhida por ter feito parte de minha infância. De atmosfera intimista e acolhedora, não poderíamos ter feito escolha melhor. Na saída dos noivos, os sparkles foram uma surpresa que o noivo não sabia! As fotos ficam maravilhosas!

Fizemos uma festa para 106 convidados. Nas mesas, colocamos plaquinhas com os nomes de praias e cidades de destino de nossa Lua de Mel.

Como presente para os casais de padrinhos, demos uma caixa com nosso brasão impresso na tampa. Como era Julho e inverno, colocamos 1 pashmina e 1 pulseira de prata para as mulheres, e 1 gravata prata para os homens. As lembrancinhas dos convidados foram mudas de ipê rosa e branco

Queria algo que eternizasse nosso dia, que representasse o verdadeiro sentido do casamento… plantar, criar raízes, crescer e florescer! Dois dias antes do casamento compramos estopa, recortamos, e amarramos com fita de cetim e colocamos as tags, um DIY trabalhoso, mas lindo!! Fiz com gosto e todos adoraram! Minha árvore está crescendo!! Daqui dez anos quero olhar para ela com flores e lembrar de tudo, e quero que meus convidados façam o mesmo, :). Seguindo a ideia da árvore, colocamos também uma árvore para cada convidado carimbar suas digitais.

Foi um mini wedding mas não quer dizer que não tivemos trabalho não é mesmo?! Foi muito cansativo e intenso, e por esse motivo queríamos um destino de lua de mel para descansar mesmo, relaxar, e não fazer nada, rsrs.
Depois de muita pesquisa, escolhemos Punta Cana. É um paraíso lindo de águas azuis e esverdeadas, uma gama de resorts luxuosos para escolher. É vida de praia mesmo, além dos passeios a ilhas paradisíacas, mergulhos com golfinhos e esportes aquáticos, era isso que queríamos. Não poderíamos ter escolhido destino melhor.

Na volta…

Perdi minha avó materna bem no dia que cheguei de lua de mel. Minha avó era bem velhinha, 94 anos e tinha muita vontade de conhecer o Leandro e só falava nele. Infelizmente por conta de distância, trabalho e outros fatores ele não pode conhecê-la.

Fui visitá-la e levei o convite de casamento, mas senti muito por ela não poder ter ido pois estava muito fraquinha e não conseguia sair de casa, mas me lembro bem da voz dela dizendo que ela estaria presente em oração. Lembro que no dia seguinte ao casamento, ainda falei com ela e fomos viajar.

Dez dias depois quando voltamos, ela pediu para falar com o Leandro por telefone, pela primeira vez conversaram e depois de 3 horas ela se foi… Acho que ela sentiu que a missão foi cumprida e foi feliz. Demorei muito tempo para me situar tanto pela perda, como pela falta de organizar as coisas. Foi tudo junto!

Enfim, aproveitar essa fase e as pessoas que amamos ao máximo, é o melhor a fazer! É cansativo, mas tudo passa e essa fase vai deixar saudades!!

Não deixei por um dia sequer de acompanhar coisas de casamento pelo instagram...é como se não quisesse deixar de ser noiva!! Agora sinto saudades!!

Samara”

S&L000 S&L002 S&L003 S&L004 S&L014 S&L015 S&L016 S&L018 S&L027 S&L041 S&L042 S&L052 S&L063 S&L064 S&L076 S&L090 S&L096 S&L106 S&L116 S&L117 (2) S&L126 S&L158 S&L167 S&L169 S&L174 S&L177 S&L179 S&L180 S&L181 S&L247 S&L293 S&L295 S&L301 S&L304 S&L308 S&L309 S&L344 S&L362 S&L363 S&L364 S&L374 S&L375 S&L376 S&L377 S&L378 S&L379 S&L380 S&L393 S&L407 S&L408 S&L431 S&L463 S&L464 (2) S&L467 (2) S&L474 S&L475 S&L543 (2) S&L568 S&L587 S&L618 (2)

Frufru

Créditos:

Local do Religioso: Capela Madre Cecília – Campinas/ Música da Cerimônia: Camerata Eduardo Gomes / Local da Recepção e buffet: L’Alouette / Decoração da Capela: Isabel Flores / Decoração da recepção: Cidinha Vicente – L’Alouette / Cerimonialista: Flávia Cantúsio / Fotografia: Ju Lima / Dia da Noiva: Aguinaldo Cabelos / Maquiagem: Juliana Tomas / Cabelo: Roldiney Dantas / Vestido Noiva: Morillee / Atelier: Chic Noivas e Festa / Sapato Noiva: Schutz / Grinalda: Noivas e Grinaldas / Jóias: Versália Jóias / Robe da Noiva: Body Bloom / Traje do Noivo: Ricardo Almeida / Abotoaduras: Dudalina / Doces e bolo: Le Jolie Doces / Forminhas: Ma Sweet Case / Bem-casados: Elisa Doces / Porta-Guardanapos: Tatty Artes / Lembranças (mudas de ipê): Felix Plantas e Flores / Finger Tree: XCopy / Convites: Art Invitee

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

por
3 Comentários

3 Comentários

  1. Vanessa disse:

    Olá adorei as dicas..então gostaria de uma ajudinha…meu casamento será Mini, apenas para 70 pessoas (amigos e padrinhos), só que nossa familia é grande e vamos deixa-los de fora…ta o maior stress, como contornar a situação sem magoa-los, não estou conseguido curtir meu casamento por causa desse stress familiar? help.

    • Bel disse:

      Nossa, Vanessa, que situação chata, hein?
      Acho que não tem muita saída se não conversar com as pessoas e deixar bem clara a forma de pensar de vocês ;)

  2. Luiza Darezzo disse:

    Amei o post. Super completo!


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *



Design por Casa2 | Creative Design & Happy Ideas - Wordpress por André Beltrame
© 2019 - Casando em BH - by Bel Ornelas - Todos os direitos reservados