Publicidade

Dica de lua de mel: Ilha de St. Barth

17 de novembro de 2013

 Hoje a gente veio trazer uma dica incrível de Lua de Mel que a agência eComunica enviou pra gente: a Ilha de St. Barths,  que é o destino favorito das noivas descoladas no Caribe. A ilha de Saint Barthélemy faz parte da cadeia de ilhas do norte das Antilhas. Além de ser muito chique, o destino é também muito romântico. A ilha é reduto de celebridades e VIPS na temporada da verão do Caribe. Segue abaixo algumas informações super bacanas sobre essa delícia de destino!


 photo arq_2946_137539_zpsf26d9830.jpg

“Refúgio de paz e tranquilidade, íntima de celebridades do mundo inteiro, a ilha caribenha de St. Barthélemy (St. Barth) é também um destino acessível para quem procura hospedagens charmosas em locais privilegiados. Seja para uma lua de mel inesquecível ou férias com os amigos, St. Barth é a escolha perfeita para quem deseja escapar do turismo de massa e aproveitar praias preservadas com tarifas low cost.

Ao longo de seus 25 km² de areias cintilantes e sol o ano todo, dá pra curtir a vida entre iates e uma taça de champanhe gelado pagando diárias a partir de 60 euros no Auberge de La Petite Anse, localizado em uma enseada ideal para a família. Da mesma forma, a praia de Lorient – com seus “pequenos lagos” – é bastante segura para quem viaja com crianças. Nesse lado da ilha é possível se hospedar no hotel Normandie com tarifas que começam a partir de 115 euros na baixa temporada (até 19/12).

Já quem prefere badalar e quer sentir o gostinho de ter um hotel privado, o bom mesmo é alugar uma villa (casa). A St. Barths Properties possui mais de 190 propriedades para todos os bolsos, totalmente equipadas e a possibilidade de integrar serviços extras de chefs de cozinha, transfer in e out, babá, mordomo, aluguel de carro e catamarã. Melhor ainda, fica no centro onde tudo acontece: a capital Gustavia. Com diárias a partir de USD 2.000 a semana, é o ponto perfeito para usufruir do maior centro de compras da região e lugar ideal para baladeiros, já que ali estão alguns dos endereços mais bacanas da vida noturna como o Yacht Club e a boate First Floor.

Há muito para fazer na ilha. Caminhar pelas belas salinas de Saline é um passeio imperdível e romântico. Ali mesmo é possível encontrar pousadas como a Fleur de Lune, com preços a partir de 100 euros na baixa temporada e 150 na alta.

Mas quem não resiste à agitação mesmo em um destino low profile, Saint Jean é o melhor local para se hospedar, com a badalada vida noturna no Nikki Beach e o segundo maior centro comercial com lojas de grife, por onde trafegam fashionistas e as últimas coleções da temporada. Saint Jean também reúne diversos restaurantes e um mirante para o aeroporto de tirar o fôlego no alto de Col de la Tourmente. Se hospedar em um ponto central tem lá seus custos, mas na baixa temporada, que vai até 20 de dezembro, não é preciso disputar nem lugar no mirante, muito menos na faixa de areia: há tarifas especiais em torno de 290 euros no Les Ilets Cottages e a partir de 230 euros no Hotel Le Village Saint Barth.

Curtindo ao máximo

Para gourmets de plantão, St. Barth é capaz de transformar qualquer viagem em turismo gastronômico. As raízes da comida creole, misturadas às influências francesas e à moderna culinária internacional são um banquete aos sentidos. Um jantar completo com bebida custa em média 70 euros por pessoa. Para quem quer fazer um piquenique na praia ou mesmo cozinhar em sua villa, St. Barths oferece supermercados, adegas e padarias. Para ter uma ideia, uma baguete custa 1,50 euros e um café custa cerca de 2,50 euros.

De uma forma ou de outra, não há como escapar do joie de vivre constante dos bares, restaurantes e nas ondas disputadas por surfistas em Toiny. St. Barths é uma ilha feita para explorar devagar, alugar um carro ou curtir de barco ou catamarã (especialmente em praias como Colombier, que oferece um excepcional panorama da costa nordeste apenas por via marítima ou a pé). Com mais de 15 trilhas possíveis, os valores para caminhadas guiadas variam entre 25 e 60 euros.

Além de badalação, gastronomia e muita gente bonita, o destino é ainda um paraíso para apreciadores de esportes náuticos e ao ar livre. Reunir os amigos para uma pelada ou vôlei de praia em Flamands, praticar snorkel na Grand Fond, repleta de corais ou ainda praticar stand-up paddle nas águas calmas de Cul de Sac são apenas algumas opções.


 photo colombier-st-barths_zps10ade35d.jpg
 

Informações úteis:

Clima: 27°C  inverno e 30 a 32°C no verão

Idioma: francês, também fala-se inglês

Moeda: Euro, dólar é bem aceito

Como chegar: De avião Via Panamá/Saint Martin/Saint Barth. Via Miami/Saint Martin/Saint Barth. De barco, modo mais tradicional De Saint Martin ou de Saint Marteen ou de Anguilla. Possibilidade de transfer aeroporto Juliana/Porto e barco privativo para Saint Barth.

Transporte na ilha: o turista tem à disposição Taxis, motos, quads, 4×4, carros elétricos e automóveis de luxo.

Hospedagem: além de villas para locação e mais de 20 hotéis para todos os gostos e bolsos, há pousadas e casas de campo.

Atividades marinhas: excursão em alto mar, jet ski, kayak, locação de barco, pesca, mergulho, surf, vela e muito mais.”

Frufru Créditos:

Texto: Agência eComunica

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

por
0 Comentários


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *



Design por Casa2 | Creative Design & Happy Ideas - Wordpress por André Beltrame
© 2018 - Casando em BH - by Bel Ornelas - Todos os direitos reservados