Publicidade

Casamento na maturidade – Luciane e Waldemir

11 de fevereiro de 2016

Coisa mais linda da vida a história da Luciane e do Waldemir!!

Ás vezes parece que a vida caminha de forma a fazer com que tudo dê certo, né? No caso deles foi assim… as coisas mudaram, as circunstâncias se alteraram de forma que de repente eles estavam lá, de frente um pro outro. Prontos para viverem uma história. Não sei se a melhor ou mais linda história de amor, mas a história de amor deles. História de vida real, de pessoas que sabem como o amor é importante para seguir a caminhada…

E é muito bonito ver as famílias se unindo e acreditando no amor mais uma vez, junto com eles.

Frufru
“Eu e Waldemir nos conhecemos há mais ou menos uns 20 anos. Nós dois somos engenheiros químicos e a primeira vez que o vi foi numa visita à fábrica em que ele trabalhava no Pólo Petroquímico de Camaçari, na Bahia. Ele vestia um uniforme bege, capacete, máscara de segurança (ai, um charme!!! rsrsrs…). Sempre cavalheiro e discreto, conduziu-me por toda a fábrica e teve a maior paciência com a engenheira nova que fazia um monte de perguntas bobas. Mas de imediato tivemos uma empatia muito boa. Na época ele era casado e eu namorava meu primeiro marido e não tinha olhos para mais ninguém!

Tempos depois eu fui trabalhar em Camaçari também e chegamos a ser colegas de trabalho e vizinhos de sala. O que eu mais gostava era de conversar com Waldemir. Costumávamos trocar muitas idéias sobre o trabalho, gestão, segurança e parecia que só ele me entendia. Entretanto, como já contei, o Waldemir é muito discreto e eu sabia muito pouco sobre sua vida pessoal, a não ser que tinha uma filha.

Em 2006 Waldemir saiu da empresa em busca de outros desafios profissionais e perdemos o contato. Neste período eu tive minha filha e dois anos depois divorciei-me. Confesso que não tenho muita saudades dessa fase da minha vida e em busca de novos ares, mudei-me para São Paulo.

Em 2011 descobri através do Linkedin que o Waldemir estava se mudando para São Paulo também, assumindo a direção de uma fábrica em Barueri. Fiquei feliz com a notícia e na hora enviei uma mensagem para ele, convidando-o para um almoço a fim de colocar as fofocas em dia! Eu queria muito rever meu velho e querido amigo. Devido a complicações de agenda, este almoço demorou pra acontecer e virou um jantar. Neste encontro realmente atualizamos o que vinha ocorrendo com nossas vidas. O Wal contou-me que já faziam 13 anos que havia se separado e vinha solteiro desde então e eu contei-lhe sobre minha atribulada vida pós-divórcio...

Daquela data em diante, o Waldemir começou a frequentar minha casa e nos fins de semana saíamos para levar minha filha passear no shopping, cinema, parque… enquanto isso, minha ajudante dizia: “sei não… esse homem não sai mais daqui, ele tá é a fim de você!!!”. E eu contestava, zangada, dizia que era somente um amigo e que eu estava sendo apenas gentil, dando-lhe atenção pois estava sozinho em São Paulo.

Neste período fomos descobrindo muitas coisas em comum, seja nas preferências musicais e filmes, como nos sonhos, desejos e ambições da vida, até mesmo nosso aniversário é junto! Eu faço aniversário no dia quatorze de abril e ele dia treze, apenas um dia antes! E devagarinho, Waldemir, foi conquistando nossos corações: o meu, o de Beatriz, da Dona Margarida, dos meus pais…

O meu aniversário de 2011 caiu justamente no dia do show do U2. E eu, que sou superfã da banda, fui assistir com uma amiga, com a intenção de comemorar meu aniversário em grande estilo! O Waldemir não pôde ir, mas comprometeu-se em nos buscar depois do show. Quando chegamos em casa, ele veio e me deu um presente: um quadro original do Romero Britto, que eu adoro! É claro que fiquei muito surpresa com o presente e minha amiga mais surpresa ainda com a cena (rsrsrs!). No dia seguinte ele me convidou para jantar e daí me pediu em namoro, e todo bonitinho me roubou um beijo, tal qual um adolescente…

Deste dia em diante não desgrudamos mais. Seis meses depois o Wal mudou-se para minha casa e em novembro do ano passado decidimos nos casar, com a bênção de nossas filhas. Assim, oficializamos a união que começou com uma longa amizade e transformou-se em amor!

Quando eu, recém-chegada em São Paulo, fui com algumas amigas jantar no Ruella – Vila Olimpia e fiquei encantada com o lugar. Pensei comigo: “que lugar bacana para uma festa de casamento!“. Tempos depois, quando comecei a namorar o Waldemir, fomos jantar lá e ele gostou muito do lugar, pois lembrava os tempos que ele passou na Itália fazendo uma pós-graduação.

Depois, descobri que o Ruella tem uma boa experiencia na realização de casamentos e já oferecia um serviço praticamente completo, o que para nós significava praticidade sem comprometer o bom gosto e qualidade de atendimento. Nós tivemos pouco tempo para organizar o casamento (só 5 meses) e a equipe do Ruella nos ajudou muito! Então a escolha teve um peso sentimental, mas o pragmatismo também contou, pois afinal somos engenheiros!!

Nossa opção foi fazer um mini-wedding, convidando apenas um mix de parentes e amigos mais próximos, a quem devotamos muita gratidão e carinho. As daminhas foram minha filha, Beatriz, e duas coleguinhas de escola. O pajem foi meu querido sobrinho João Henrique, lindo ele!

O ambiente descontraído e com um certo clima “vintage” do casamento foi bastante inusitado para muitos convidados. O fato da cerimônia ter sido realizada numa viela aberta, de dia, também fez lembrar os casamentos vistos em filmes italianos antigos. A cerimônia foi celebrada pelo Pastor Sergio Lima, da Igreja Presbiteriana de Santo Amaro (casamento religioso com efeito civil).

Eu tenho 45 anos e Waldemir 54. Nunca pensei que nesta altura da vida estaria quebrando a cabeça com vestido de noiva e organização de uma festa de casamento…para mim! No meu primeiro casamento, eu tive festa e casei vestida de noiva, mas Waldemir nunca havia se casado e desejava muito esta cerimônia. Mandou até fazer seu terno num bom alfaiate, cujo modelo foi inspirado no agente James Bond. Então fiz questão que tudo saísse bem caprichado para honrar meu querido esposo. E a festa realmente foi muito boa, e de acordo com os convidados, inesquecível!

Felicidade, carinho, amor, gratidão, alegria de um novo começo. Casar na maturidade tem um sabor diferente, pois estamos mais conscientes do compromisso que estamos assumindo perante Deus, nossas famílias e amigos.

O trabalho de decoração da Luciana e Denise, da Leivas & Lourenço Wedding foi primoroso! Elas souberam captar o que queríamos e reproduzir um clima romântico e encantador na festa. “Lindo” foi o adjetivo que mais ouvi com relação à decoração do evento.

Para a música, nós contratamos a banda Frigazz, que na verdade é um coletivo de músicos especializados em jazz e estilos afins. Nós gostamos muito de jazz e tínhamos algumas encomendas bem específicas, que era tocar “Rapsody in Blue”, de Gerswin, na entrada da noiva, e a versão jazzística do Dave Brubeck para a “Some day my Prince will come” para a entrada do noivo e procurávamos alguém que conseguisse executar esta músicas, que não são fáceis. O pessoal do Frigazz tirou de letra e agradou muito a todos os convidados.

Luciane”

Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (1) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (2) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (3) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (4) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (5) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (6) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (7) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (10) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (11) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (12) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (13) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (14) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (15) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (16) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (17) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (18) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (19) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (20) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (21) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (22) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (23) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (24) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (25) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (26) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (27) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (28) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (29) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (30) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (31) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (32) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (33) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (34) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (35) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (36) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (37) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (38) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (39) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (40) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (41) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (42) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (43) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (44) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (45) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (46) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (47) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (48) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (49) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (50) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (51) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (52) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (53) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (54) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (55) Casamento-mini-wedding-ar-livre-Luciane-Waldemir (56)

Frufru

Créditos:

Vestido da noiva: Rosa Clará / Fotografia: Kristoffer Rage Krantz / Dia da noiva: Jacques Janine / Local: Ruella / Decoração: Leivas e Lourenço Wedding / Arranjos de Cabelo da noiva e daminha: Elizabete Munzlinger / Assessoria da Cerimônia: Marina Dias – Eventhoteca / Música: Frigazz / Bolo: Mano Andrade Doces / Docinhos: La Vie en Douce / Bem casados: Emília Bem Casados / Topo de bolo e outros enfeites de decoração da festa: Elo7

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

por
2 Comentários

2 Comentários

  1. Jhully disse:

    Que História mais linda!


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *



Design por Casa2 | Creative Design & Happy Ideas - Wordpress por André Beltrame
© 2017 - Casando em BH - by Bel Ornelas - Todos os direitos reservados