Publicidade

Casamento em Cancun – Simone e Darwin

21 de janeiro de 2016

Ai que delícia ver as fotos oficiais desse casamento e mais ainda, poder trazê-las aqui para vocês com o depoimento da Simone!

Vocês se lembram que eu fiz um vlog da minha viagem a Cancun e que nele mostrei um casamento acontecendo na praia (casamento cancun)? Então, foi o casamento da Simone e do Darwin! A Simone entrou em contato comigo e me mandou as fotos com o depoimento dela.

Fiquei muito feliz por duas razões:

Primeiro porque é muito gostoso rever momentos felizes assim. E apesar de eu não ter nenhuma relação afetiva com a Simone eu fiquei realmente emocionada no casamento dela. A energia e o clima que estavam no ar eram indescrtitíveis. E rever as fotos me trouxe de volta um pouco daquelas boas sensações.

E em segundo lugar porque é muito legal ver a perspectiva da noiva sobre o evento. Como não a conheço, durante o casamento eu fiquei imaginando o contexto. Mas foi muito mais bacana ler sobre a percepção dela, a vivência dela, e emoção que ela sentiu, os detalhes dos bastidores…

E pra terminar faço das palavras da Simone, as minhas: se você tem o sonho de se casar num cenário paradisíaco assim, pare de sonhar e comece a colocar a mão na massa ;)

Frufru

Na verdade eu não pensava em casar… Há 5 anos perdi meu pai, e aquele encantamento do casamento também foi perdido para mim, pois aquela magia da entrada da noiva com o pai, entregando ao noivo não haveria mais… A ideia do casamento foi desfeita.

Foi então que ouvi falar de casamento em Cancun e achei legal a proposta, comecei a pesquisar na internet e quanto mais eu via, mais legal eu achava e comecei em 2013, junto com meu esposo fazer um “cofrinho” com o nome de Cancun 2015. Em janeiro de 2015 foi que comecei a me mexer de verdade, pesquisei mais a fundo na internet e encontrei uma reportagem onde havia o e-mail do Henrico (Cheers Travel), mandei um e-mail e começamos a conversar, ele me disse que ainda havia tempo para fazer em 2015 desde que eu me apressasse um pouquinho, e foi o que eu fiz…

Como já moramos juntos há uns 5 anos, decidimos a data e coloquei as mãos na obra, literalmente… Queria fazer os convites em garrafinhas que ficassem mais originais, mas não encontrei da maneira como eu queria, então, fiz todas eu mesma (com ajuda da minha mãe), desde o convite em si, até a decoração das garrafinhas.

Como eu não queria gastar muito, fiz as lembranças das madrinhas também (na verdade eu gosto deste tipo de coisa de DIYdo it yourself) então fiz as toalhas de rosto com bordado. As lembrancinhas dos convidados para as mulheres foi dado semente de amor perfeito e para os homens charuto, além do copinho de tequila personalizado para o brinde.

O convite das madrinhas minha sogra pintou aquelas gaiolinhas para colocar vela e para os padrinhos mandei fazer um copo da cerveja Corona (que é do México) e entreguei com a cerveja.

O noivo não quis usar colete (eu não tinha visto a roupa dele antes, mas ele me disse que não iria usar). Sobre o vestido da noiva, comprei um pela internet em fevereiro e mandei reformar do jeito que eu queria, mas cada vez ficava pior, então, em julho resolvi que não queria mais aquele. Por sorte consegui, em Passo Fundo, uma pessoa (abençoada) que topou fazer do jeito que eu queria, pois não havia nada parecido para aluguel. E eu ameiiii!!!!!

Eu estava muito tranquila, tanto antes quanto durante o casamento, minha única preocupação é que não conhecia os meninos da Cheers e tinha um receio quanto a isso, porque a gente tratava apenas por telefone. Mas ao chegar no hotel Dreams Sands Cancun (o qual foi escolhido por sugestão da Cheers Travel – e foi uma escolha muito boa diga-se de passagem) eles já estavam lá recepcionando a gente e encaminharam tudo muito bem. Super recomendo a empresa (em especial Leandro, Henrico e Andressa que foi os que mais tive contato).

Uma coisa que achei legal da empresa Cheers Travel foi a organização de um coquetel de boas vindas aos convidados, onde foi entregue uma sacolinha com água, tic-tac, tag de porta, cartãotudo personalizado do casamento, e o pessoal já começou a entrar no clima. Eu achei o máximo porque eu não era chamada de Simone essa semana, mas sim de “A Noiva”.

Quis casar de pé no chão para entrar mais no clima do momento, fizemos eu e minha mãe a “sandalinha”. Eu nem sabia o penteado que iria usar nem nada, decidi a cor do buque um dia antes da viagem e pra vocês terem uma ideia meu cabelo já estava pronto e eu ainda estava fazendo as unhas. Eu queria aproveitar ao máximo os dias em Cancun e faltou tempo, hehehe.

Decidimos os últimos detalhes no dia anterior e simplesmente aconteceu… Acho que foi o dia mais feliz da minha vida (só de escrever já quero chorar). Na hora da entrada o Leandro falou: “pega o bouquet e vai”. E… o bouquet estava guardado, mas não dava mais tempo porque a música já estava tocando, então fui… eu e eu mesma… E só pensava, não posso chorar, e nesse mesmo instante me passava na cabeça a ideia de que eu nunca mais iria sentir uma emoção igual aquela, com uma paisagem sensacional… Nossa, na verdade não existe nenhuma maneira de descrever o sentimento daquele momento, mas vou dizer, parece que foram 5 minutos eternos e sinto que vivo até hoje aqueles minutos. O noivo não sabia muitos detalhes então se emocionou bastante também.

Após o jantar fomos todos para a Cocobongo para continuar a festa, é uma boate-show super demais, para todas as idades. Como já havíamos programado a saída fiz meu vestido de noiva pensando nisso, que, após a cerimônia eu tirei a cauda e fiquei com a saia comprida, a qual tirei depois e fiquei apenas com o vestido curto.

Outra coisa que adorei também é que quase todos os convidados ficaram no mesmo hotel, então era dia de festa sempre, descíamos pra tomar café e tinha algum amigo, íamos pra praia e encontrávamos outros… E fomos uma “equipe” bem unida. Para vocês terem uma ideia, vários convidados me agradeceram do convite por ter tido a oportunidade de presenciar este momento. E para nós como casal, foi ótimo, até agora ainda colocamos o pendrive com as músicas no carro enquanto viajamos e nos emocionamos relembrando.

Se alguém me perguntar o que eu acho que deveria ter sido diferente… Minha resposta é com certeza nadaaaa… Apenas gostaria de ter ficado mais alguns dias por Cancun, porque tem muita coisa para conhecer por lá. Nadamos com os golfinhos e passeamos na cidade e na Chichen-Itzá.

Só quem passa por isso pode “tentar” explicar… Portanto deixo aqui expresso para quem pensa um dia casar em Cancun, ou qualquer outro lugar parecido, pare de pensar e se mexa… Vale à pena cada instante vivido.

Simone”

2-(1) 2-(2) 2-(3) 2-(4) 2-(5) 2-(6) 3-(1) 3-(2) 3-(3) 3-(4) 3-(5) 3-(6) 3-(7) 5-(1) 5-(2) 5-(3) 5-(4) 5-(5) 5-(6) 5-(7) 5-(8) 5-(9) 5-(10) 5-(11) 5-(12) 5-(13) 5-(14) 5-(15) 5-(16) 5-(17) 5-(18) 7-(1) 7-(2) 7-(3) 7-(4) 7-(5) 7-(6) 7-(7) 7-(8) 7-(9) 7-(10) 7-(11) 7-(12) 7-(13) 7-(14) 7-(15) 7-(16) 7-(17) 7-(18) 7-(19) 9-(1) 9-(2) 9-(3) 9-(4) 9-(5) 9-(6) 9-(7) 9-(8) 9-(9) 9-(10) 9-(11) 9-(12) 9-(13) 9-(14) 9-(15) 9-(16) 9-(17) 9-(18) 9-(19)

Frufru

Créditos:

Hotel do casamento: Dreams Sands Cancun Resort / Cerimonial: Cheers Travel / Vestido da noiva: Loma Noivas – Passo Funfo / Porta retratos: Barse Casamentos – Santa Catarina / Copinhos personalizados: Armazém Convites – Porto Alegre / Fotografia: Daniela Guntzel e equipe do hotel – Adventure photos / Iniciais D e S: Jessica Ferreira dos Santos – Mercado Livre / Toalinhas e convites: noiva e sua mãe

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

por
0 Comentários


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *



Design por Casa2 | Creative Design & Happy Ideas - Wordpress por André Beltrame
© 2017 - Casando em BH - by Bel Ornelas - Todos os direitos reservados